Brasil vence com gol de Marta e mantem 100% de aproveitamento

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

A seleção brasileira enfrentou a Islândia na tarde dessa terça feira, em mais um amistoso preparatório para a copa América de 2018. Em partida realizada na casa da equipe adversaria, em Laugardalsvöllur, Reykjavík, o Brasil ficou com a vitória por 1 a 0, gol marcado por Marta no segundo tempo. Com esse resultado Emily Lima se mantem invicta no comando da equipe, com 7 jogos e 7 vitórias. É, por tanto, o melhor inicio de um(a) técnico(a) no comando da seleção feminina desde a era Jorge Barcelos.

O primeiro tempo começou muito estudado, a equipe da Islândia procurou povoar o meio campo  e apostar na velocidade em roubadas de bola e contra ataques, era jogar no erro do Brasil e ver se daria certo. E após aquele clássico abafa dos primeiros minutos essa estrategia funcionou, marcando muito no meio campo e apostando em lançamentos a Islândia chegou ao ataque seguida vezes, em muitos momentos o Brasil agiu bem montando uma linha de impedimento e ‘matando’ a jogada do adversário, mas quando a jogada deu certo a Islândia ficou na cara do gol e só não marcou por um erro da arbitragem. A falta de criatividade no meio de ambas as equipes deixou o jogo um pouco ‘feio’, muitos erros de passe e poucas jogadas trabalhadas.

As duas equipes voltaram para  o segundo tempo com a mesma formação, mas o Brasil adotou uma nova postura. Mais calmas as atletas conseguiram trocar mais passes, Andressinha subiu pra sua posição mais aguda, conseguiu criar mais, a saída de bola também ganhou mais qualidade com essa tranquilidade, o jogo em si começou a fluir mais. A equipe da Islândia se mostrou muito forte na marcação e segurou o impeto da equipe brasileira durante os 20 minutos iniciais, mas não foi capaz de evitar a grande jogada de Andressinha, que com muita categoria deixou Marta na cara do gol, a craque não perdoou e fez, Brasil 1 a 0.

Emily Lima mexeu, colocou Djenifer e Bia Zaneratto no jogo. Era o que faltava a equipe, um pouco de gás novo principalmente no ataque, já que Darlene não apareceu tanto na partida. Com o placar a favor a equipe brasileira tentou segurar mais a bola, trocar mais passes e a presença da Djenifer ajudou muito na saída de bola com maior velocidade. Outro grande destaque nesse momento foi Tamires, que conseguiu fazer a bola sair com mais qualidade. Sem perigo e sem uma pressão efetiva a partida se encaminhou para o final, mais uma vitória do Brasil e 100% aproveitamento de Emily Lima.

 

Escalações:

Brasil: Bárbara; Letícia, Rafaelle, Mônica e Tamires; Andressinha Fran; Debinha, Marta (cap), Darlene e Gabi Nunes.

Islândia: Gunnarsdóttir; Sigurdardóttir, Atladóttir, Viggósdóttir; Gísladóttir, Sara Björk, Gardarsdóttir, Jónsdóttir; Fridriksdóttir, Albertsdóttir, Ásbjörnsdóttir.

Alterações:

Debinha > Rosana / Fran > Djenifer / Darlene > Bia Zaneratto / Gabi Nunes > Camila / Tamires > Juci

Guðný Gísladóttir > Rakel Hönnudóttir / Ásbjörnsdóttir > Þorvaldsdóttir / Atladóttir > Erna / Jónsdóttir > Baldursdóttir  / Albertsdóttir > Metta Jensen / Friðriksdóttir > Guimundsdóttir

Expulsão: Garðarsdóttir, 93′

Placar final: Brasil 1 a 0 Islândia. (Marta, 67′)

Comente

comments