MUNDIAL SUB-20: 336 ATLETAS E UM SÓ OBJETIVO

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

1478884855977087

Por: Odair Vasconcelos

Faltam poucos dias para começar a oitava edição da Copa do Mundo sub-20 de futebol feminino, que acontecerá pela primeira vez na Oceania, especificamente em Papua-Nova Guiné. O torneio começa neste domingo 13 de novembro e termina no dia 3 de dezembro.

Essa competição tem como uma de suas caraterísticas mostrar ao mundo as novas estrelas do futebol feminino. Foi através deste torneio que jogadoras como a brasileira Marta, a canadense Christine Sinclair e a alemã Dzsenifer Marozsán, além de tantas outras craques, ficaram conhecidas.

Foram convocadas 336 atletas para esta competição, cada país teve o direito de convocar 21 atletas. E o Planeta Futebol Feminino apresenta para vocês uma lista com 16 jogadoras, uma de cada equipe, que podem se destacar neste Mundial sub-20. Confira!

GRUPO A

Yvonne Gabong – Papua-Nova Guiné

png
Foto: pngfootball

A meio-campista começou a jogar futebol com 9 anos idade e logo aos 13 anos sua história foi iniciada nas seleções do seu país quando foi chamada para integrar a seleção sub-17 de Papua-Nova Guiné. Aos 14 anos, Yvonne Gabong já fazia parte da seleção principal e tem como sua maior conquista do titulo dos Jogos do Pacifico em 2015.

Com um grande histórico, Gabong se tornou peça fundamental para a equipe da técnica Lisa Cole. E em poucos dias ela e suas companheiras terão a oportunidade de mostrar para o mundo a força das mulheres da ilha de Papua-Nova Guiné.

Estréia: Papua-Nova Guiné x Brasil – 13 de novembro – 07h00 – Ao vivo na Band e SporTV


Gabi Nunes – Brasil

gabi-nunes-2
Foto: Divulgação

Com 19 anos, Gabi Nunes é considerada uma das grandes promessas do futebol feminino brasileiro. A atacante começou sua carreira jogando pelo Centro Olímpico e foi a partir daí que foi convocada pela Emily Lima, atual treinadora da seleção principal do Brasil, para integrar a seleção sub-17 que disputou o sul-americano de 2013.

O titulo mais recente conquistado pela jovem jogadora foi a Copa do Brasil deste ano, onde defendeu as cores do Corinthians Audax.

Pela seleção sub-20 a atacante tem doze partidas oficiais e seis gols com a camisa amarelinha. Com isso, Gabi Nunes é a maior esperança de gols do Brasil para este mundial.

Estréia: Papua-Nova Guiné x Brasil – 13 de novembro – 07h00 – Ao vivo na Band e SporTV


Stina Blackstenius – Suécia

stina-2
Foto: Patrick Smith / Getty Images

Para muitas das jogadoras que estarão neste Mundial sub-20, a seleção principal ainda é um sonho, mas para Blackstenius já é uma realidade. A atacante esteve presente nas Olimpíadas do Rio e marcou dois gols, se tornando a jogadora mais jovem a marcar em uma final de olímpica.

Blackstenius começou sua carreira profissional em 2012 no Vadstena, time de sua cidade natal, e logo um ano depois assinou contrato com o Linköpings, clube onde joga atualmente e recentemente foi campeã da Damallsvenskan (campeonato sueco), marcando 20 gols.

Com uma temporada praticamente perfeita, a atacante vai para Papua-Nova Guiné com gana de encerar o ano com chave de ouro e levar a Suécia ao lugar mais alto.

Estréia: Suécia x Coréia do Norte – 13 de novembro – 04h00


Hyang Sim Sung – Coréia do Norte

2839088_full-lnd
Foto: © Getty Images

Hyang Sim Sung de apenas 16 anos é a atual bola de prata e campeã do Mundial sub-17, titulo que foi conquistado a pouco menos de um mês na Jordânia.

Com grande qualidade técnica e velocidade, a atacante chamou atenção do técnico Hwang Yong-Bong e foi convocada para representar a Coréia do Norte no torneio sub-20.

Este será o terceiro torneio da FIFA que a norte-coreana irá participar.

Estréia: Suécia x Coréia do Norte – 13 de novembro – 04h00


GRUPO B

Nahikari García – Espanha

nahikari-garcia-2
Foto: Martin Rose – FIFA/FIFA via Getty Images

Assim como tantas meninas que gostam de futebol, Nahikari começou jogando nas ruas de sua cidade e com apenas nove anos de idade foi chamada para fazer parte do clube Añorga KKE, equipe de grande sucesso nos anos noventa.

A espanhola chamou a atenção do mundo em 2014, quando participou do Mundial sub-17 da Costa Rica, sendo uma das responsáveis por levar a Espanha para final do torneio. No mesmo ano a atacante foi contratada pelo Real Sociedad e ganhou grande destaque na temporada seguinte por ter se tornado a primeira jogadora a marcar 15 gols em uma só temporada pelo clube de San Sebastian.

Nahikari terá o grande desafio de ajudar a seleção espanhola a superar o temido grupo da morte, que além da Espanha, conta com as seleções do Canadá, Japão e Nigéria.

Estréia: Espanha x Canadá – 13 de novembro – 04h00


Deanne Rose – Canada

613596350
Foto: Christopher Lee – FIFA

Deanne Rose entrou para a história dos Jogos Olímpicos ao se tornar a jogadora mais jovem (17 anos e 170 dias) a marcar em uma partida do torneio. O gol foi marcado diante do Brasil e ajudou a seleção canadense a conquistar a medalha de bronze.

Além do Torneio Olímpico a atacante também esteve presente no Mundial sub-17 que aconteceu na Jordânia, a participação do Canadá terminou na fase de grupos.

O campeonato mundial sub-20 será um grande desafio para a talentosa atacante de Ontario.

Estréia: Espanha x Canadá – 13 de novembro – 04h00


Hina Sugita – Japão

3870
Foto: fifa.com

As Nadeshiko ficaram de fora do Mundial sub-20 de 2014, que foi disputado no Canadá, mas para essa edição prometem vir com força máxima. E nada melhor do que disputar uma competição deste porte tendo em seu elenco a melhor jogadora do Mundial sub-17 de 2014, Hina Sugita!

Além de tudo que conquistou no Mundial da Costa Rica, Sugita também foi eleita a melhor jogadora jovem da Ásia em 2014. Títulos e prêmios não faltam na estante da jogadora japonesa.

A melhor colocação das japonesas na competição foi um terceiro lugar em 2012. Sugita, agora, tem o desafio de levar o Japão ao lugar mais alto do mundo.

Estréia: Japão x Nigéria – 13 de novembro – 07h00


Chinwendu Ihezuo – Nigéria

default
Foto: soccerladuma.co.za

Faro de gol, força física e experiência. Esses são três pontos que definem bem a atacante nigeriana. Este será o quarto mundial, entre sub-17 e sub-20, que Ihezuo participará, tendo um total de nove jogos disputados e sete gols marcados.

Neste ano a artilheira nigeriana foi contratada pelo BIIK Kazygurt do Cazaquistão e logo ganhou grande destaque em sua primeira temporada, ajudando o time a chegar pela primeira vez nas oitavas da UEFA Women’s Champions League.

O vice-campeonato do ultimo Mundial sub-20 é importante, porém em alguns dias se tornará passado, já que Ihezuo vai em busca de levar a Nigéria ao inédito titulo.

Estréia: Japão x Nigéria – 13 de novembro – 07h00


GRUPO C

Sakina Karchaoui – França

Foto: mhscfoot.com

Mostrando bom futebol pelo Montpellier, clube que joga desde 2009. Sakina Karchaoui fez sua grande estréia pela seleção principal francesa em abril deste ano, em partida amistosa contra a Ucrânia. Logo a lateral esquerda carimbou seu passaporte e disputou os Jogos Olímpicos do Rio 2016, onde atuou em duas partidas pelo combinado francês.

Sakina é uma jogadora ofensiva e polivalente, que pode jogar em mais de uma posição dentro de campo. Com grande experiência adquirida esse ano, a francesa se tornará peça fundamental na equipe do técnico Gilles Eyquem.

Estréia: França x Estados Unidos – 14 de novembro – 04h00


Mallory Pugh – Estados Unidos

Foto: Gary Rohman/MLS/USA TODAY Sports
Foto: Gary Rohman/MLS/USA TODAY Sports

A menina de ouro dos Estados Unidos. Mallory Pugh passou praticamente por todas as seleções dos Estados Unidos, desde a sub-14 até a seleção principal. Com 18 anos, Pugh já pode ser considerada uma veterana para essa seleção norte-americana que irá disputar o Mundial sub-20.

A atacante fez sua estréia na seleção principal dos EUA em janeiro deste ano e logo na primeira partida marcou o seu primeiro gol, grande cartão de visita da jovem jogadora. Em agosto, Pugh colocou o seu nome na história do futebol feminino mundial, ao se tornar a jogadora mais jovem a participar e marcar gol pelos Estados Unidos em uma Olimpíada.

Mallory Pugh e companhia vão em busca do tetracampeonato para os Estados Unidos.

Estréia: França x Estados Unidos – 14 de novembro – 04h00


Sandra Owusu-Ansah – Gana

2302018_big-lnd
Foto: Jamie McDonald – FIFA/FIFA via Getty Images

Sandra esteve presente nos últimos dois mundiais sub-17 (Costa Rica 2014 e Jordânia 2018) e nas duas ocasiões marcou dois gols e foi considerada a melhor jogadora de Gana na competição.

Com espirito de liderança, a atacante foi a capitã de Gana no Mundial da Jordânia, onde graças ao seu gol conseguiu levar o seu país as quartas de final.

Com 16 anos, Sandra ganhou a confiança do técnico Dramani Mas-Ud Didi e usará a camisa 9, neste que será o seu terceiro mundial da FIFA.

Estréia: Gana x Nova Zelândia – 14 de novembro – 07h00


Jasmine Pereira – Nova Zelândia

1459987710336
Foto: PHOTOSPORT

Tendo influência do pai que é jogador de Rugby e dos primos que são atores, uma dúvida cruel foi criada para a neozelandesa: ser jogadora de Rubgy ou atriz? Bom, Jasmine Pereira escolheu aquilo que mais gosta de fazer, jogar futebol.

Representando a Nova Zelândia, Jasmine disputou a Copa do Mundo do Canadá em 2015 e os Jogos Olímpicos do Rio e 2016, além do Mundial sub-17 em 2012 e Mundial sub-20 em 2015.

Ter a experiência de ter disputado tantas competições com apenas 20 anos, pode ajudar, e muito, a Nova Zelândia a superar um grupo complicado que é composto por França, Estados Unidos e Gana.

Estréia: Gana x Nova Zelândia – 14 de novembro – 07h00


GRUPO D

Rebecca Knaak – Alemanha

Foto: Johannes Simon
Foto: Johannes Simon

Atual campeã do Mundial sub-20, Rebecca Knaak aterriza em Papua-Nova Guiné para disputar mais um torneio da categoria. A zagueira começou sua trajetória na seleção na sub-15, em 2010 e de lá pra cá representou a Alemanha em todas as categorias.

Rebecca assinou seu primeiro contrato em 2012, quando disputou a segunda divisão do Campeonato alemão pelo SC 07 Bad Neuenahr. Dois anos depois passou a defender as cores do Bayer 04 Leverkusen, clube que atua até o momento.

Em 2015 veio a primeira convocação para seleção principal da Alemanha, quando a zagueira substituiu Josephine Henning que foi cortada da lista devido a uma lesão. Rebecca Knaak tem a frieza tipica alemã e com certeza será uma das líderes da Alemanha na competição.

Estréia: Alemanha x Venezuela – 14 de novembro – 04h00


Lourdes Moreno – Venezuela

kika
Foto: noticiasbarquisimeto.com

“La capi”, “Kika” ou “La diez”, são alguns dos apelidos da talentosa meio-campista venezuelana. Em 2014 a geração de ouro da Venezuela surgiu para o mundo e entre tantos talentos lá estava Lourdes Moreno responsável por ser a capitã e camisa dez da seleção vinotinto.

Com 19 anos, Lourdes Moreno já serve de inspiração para muitas meninas venezuelanas que sonham um dia vestir a camisa da seleção Venezuela.

Essa é a primeira vez que a Venezuela irá disputar o Mundial sub-20 e tendo como base a equipe que foi quarta colocada no Mundial sub-17 da Costa Rica, as venezuelanas vão esperançosas para mais uma vez fazer história.

Estréia: Alemanha x Venezuela – 14 de novembro – 04h00


Emily Alvarado – México

479278785
Foto: Martin Rose – FIFA

Emily Alvarado é conhecida como uma goleira especialista em defender pênaltis. Foi assim que ela ajudou o México a conquistar o titulo do torneio da Concacaf em 2013 e classificação para o Mundial sub-17 da Costa Rica. Emily é mais uma do seleto grupo de atletas que estiveram presente na Copa do Mundo do Canadá em 2015.

Na melhor participação do México no Mundial sub-17, Emily participou dos quatro jogos da equipe mexicana e foi considerada uma das melhor goleiras do torneio. Suas defesas foram de suma importância para levar o México pela primeira as quartas de final do torneio.

“Todo time começa com uma boa goleira”, essa frase descreve muito bem o que Emily significa para a seleção mexicana sub-20.

Estréia: México x Coréia do Sul – 14 de novembro – 07h00


Hong Hye-Ji – Coreia do Sul

claim-hong-hye-ji-i-want-to-break-all-expectations
Foto: kdramasvideo.com

Uma das líderes da Coréia do Sul, Hong Hye-Ji é uma das remanescentes do grupo sul-coreano que participou da ultima edição do Mundial sub-20. Na ocasião a equipe foi eliminada nas quartas de final e a zagueira participou de apenas um jogo.

Com 1,74cm, Hye-Ji é considerada uma das zagueiras mais promissoras da Coréia do Sul. Atualmente a jogadora atua pela Universidade da Coréia.

Mostrando muita confiança, Hong Hye-Ji será de suma importância para que a Coréia do Sul consiga voltar a figurar entre as quatro maiores forças da categoria sub-20.

Estréia: México x Coréia do Sul – 14 de novembro – 07h00

Comente

comments