QUATRO MOTIVOS QUE JUSTIFICAM A BOA FASE NA VOLTA DE CRISTIANE AO FUTEBOL EUROPEU

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Em sua volta a Europa, Cristiane tornou-se jogadora fundamental para o PSG, fazendo crescerem as expectativas para que repita o sucesso com o time parisiense com a camisa da seleção brasileira

Cristiane tem feito a diferença no PSG. (FOTO:www.parisfans.fr)
Cristiane tem feito a diferença no PSG. (FOTO:www.parisfans.fr)

Por: Bruno Bezerra

bruno@planetafutebolfeminino.com.br

O que leva um clube milionário a de forma “arriscada” contratar uma atacante de 30 anos e que estava, vamos dizer assim, “apagada” do cenário internacional? Pois foi isso que o PSG fez no início da temporada 2015/16 trazendo a versátil Érika e também a experiente atacante Cristiane, que vem sendo um dos grandes destaques do PSG na atual temporada, mesmo com a eliminação para o grande rival Lyon nas semifinais da UWCL e pelo vice campeonato francês na atual temporada.

Unimos cinco motivos para mostrar os motivos para o crescimento de Cristiane, após a desconfiança inicial de sua chegada ao clube francês.

1. A confiança do treinador 

Velhos conhecidos... (FOTO: globo.com)
Velhos conhecidos… (FOTO: globo.com)

Farid Bensiti vem sendo bem questionado atualmente no PSG, sobretudo após a massacrante derrota diante do maior rival na Liga dos Campeões por 7 a 0 na partida de ida das semifinais. No início da temporada, o mesmo buscava uma centroavante para o PSG devido as más atuações da sueca Kosovare Asllani, que atualmente defende o Manchester City e que na época não vinha rendendo o que se esperava, assim como da atacante francesa Delie. O time também tinha como opções para o comando do ataque a norte americana Lindsey Horan para a posição, além da recém chegada alemã Anja Mittag, vinda do Rosengard, clube de Marta, porém, nenhuma delas era uma “camisa 9” de ofício. O fato de ter treinado Cristiane no time russo do WFC Rossiyanka em 2012 com certeza foi um fator preponderante para a chegada da atleta brasileira no clube.

2. Fuga da zona de conforto e novos desafios 

Busca de um novo clube com maior competitividade foi um fator crucial em sua escolha. (FOTO: psg.fr)

Cristiane teve passagens por grandes clubes europeus, como Turbine Potsdam e Wolfsburg na Alemanha, Linköpings na Suécia e Chicago Red Stars nos Estados Unidos, porém, desde 2012 não atuava em um nível elevado no que se refere a clubes. Não desmerecendo suas ótimas passagens por São José, Daekyo Kangaroos da Coreia e Centro Olímpico, mas era evidente que a atacante se destacava muito além das demais. A chance de um novo desafio, voltando a atuar em uma grande competição como a UWCL e na D1 Féminine, em um clube que vem crescendo dentro do cenário do futebol feminino era o que ela necessitava, mostrar o por que ser considerada uma das maiores centroavantes da história do futebol feminino mundial, mesmo após um período de “esquecimento” a nível internacional.

3. Mudança de mentalidade tática 

Marcar e defender são funções da atacante também! (FOTO: psg.fr)
Marcar e defender são funções da atacante também! (FOTO: psg.fr)

A recém aposentada Abby Wambach era a típica representação da centroavante a moda antiga: alta, forte e com ótimo cabeceio, mas sem tantos recursos técnicos. No caso de Cristiane, jogadora com boa estatura, força, ótima presença em bolas aéreas e que diferente de Wambach possuí muitos recursos técnicos, havia um problema sério de posicionamento, ou seja, Cristiane tinha uma única função: fazer gols, nada mais. No PSG mesmo sendo uma típica camisa 9, a mesma tem um excelente papel no que se refere a marcação e também na transição entre meio campo – ataque, sabendo usar seus recursos técnicos como ninguém.

4. Olimpíadas como motivação extra

Existe alguma jogadora que ame mais do que ela fazer gols em Olimpíadas? (FOTO: torcerpeloesporte.com.br
Existe alguma jogadora que ame mais do que ela fazer gols em Olimpíadas? (FOTO: torcerpeloesporte.com.br)

A motivação de jogar mais uma Olimpíada (a quarta no caso) e em casa influenciaram bastante nas atuações da centroavante. A maior artilheira da história Olímpica com 12 gols marcados em três edições encabeça a lista das principais jogadoras da seleção brasileira que irá em busca do inédito ouro olímpico, uma missão árdua, sem dúvidas, mas que atuando com grande apoio da torcida e com uma seleção repleta de jovens talentos, como Andressinha, mesclado a jogadoras de renome como Marta e Formiga, sem dúvidas são combustível para uma atacante com fome de gols ser mais uma vez decisiva.

Claro, existem muitos outros motivos para justificar o ótimo rendimento no PSG e nessa matéria foram listados apenas os principais.

Cristiane é uma jogadora chave para o PSG e principalmente para a seleção brasileira, isso é inegável e tê-la com seu potencial máximo é um enorme trunfo para que tanto clube como seleção conquistem suas principais metas, sem esquecer do trabalho coletivo.

Comente

comments