FIM DA ERA SAWA

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Lenda do futebol feminino, Homare Sawa se aposenta: ‘Melhor carreira que alguém poderia ter’

 

sawa_aposentadoria_2015Melhor do mundo em 2011, Homare Sawa anunciou que vai pendurar as chuteiras / Foto: Reprodução

Por Tiago Bontempo

 

O fim de uma era no futebol feminino japonês. Aos 37 anos, Homare Sawa, a melhor jogadora de todos os tempos do Japão, anunciou hoje em entrevista coletiva que vai se aposentar ao final desta temporada. “Foi a decisão mais importante que já tomei em minha vida. Mas não tenho arrependimentos. Tive a melhor carreira que alguém poderia ter”, declarou.

 

A história do esporte no Japão se confunde com a carreira de Sawa. Afinal, a liga nacional foi criada em 1989, e em 1991 ela já estreava pelo Yomiuri Beleza com apenas 12 anos. Inicialmente ela jogaria pelo time de base, chamado de Yomiuri Menina, mas o técnico Kazuhiko Takemoto a promoveu para o time principal logo de cara. Só com o Yomiuri/NTV ela disputou 16 temporadas e conquistou um total de 19 títulos.

 

Em dezembro de 1993, aos 15 anos, ela estreou pela seleção principal marcando quatro gols contra Filipinas. Esteve em todas as seis Copas do Mundo realizadas até hoje e viveu o auge em 2011, quando conduziu as Nadeshikos ao primeiro título mundial e levou o prêmio da Fifa de melhor jogadora do ano. É a recordista em jogos (205) e gols (83) pelo seu país.

 

Disputou também sete temporadas no futebol norte-americano, por Denver Diamond, Atlanta Beat e Washington Freedom. Desde 2011 defende o INAC Kobe Leonessa, onde conquistou oito títulos. E ainda está na disputa de mais um. O INAC joga neste sábado contra o AS Elfen Saitama pelas quartas de final da Copa da Imperatriz. A carreira de Sawa ainda pode ter mais três jogos pela frente, caso sua equipe chegue à final, dia 27/12.

 

Vídeo: veja os melhores momentos da conquista das Nadeshikos na Copa de 2011
“O dia em que vencemos a Copa do Mundo de 2011 na Alemanha foi o dia em que o futebol feminino mudou para sempre no Japão”, assegurou Sawa. Para ela, o gol que marcou na final contra os Estados Unidos foi o mais marcante da carreira.

 

Ela revelou que já pensava em parar desde o ano passado, quando deixou até de ser convocada por Norio Sasaki. “O principal motivo é que eu senti que está cada vez mais difícil para meu coração e meu corpo competir em alto nível”, respondeu ao ser perguntada por que se aposentou. Ela também deixou claro que o fato de ter se casado em agosto não teve influência na decisão. “Meu marido me ajudou muito neste último ano e graças a ele prolonguei minha carreira”, afirmou. O cônjuge de Sawa é Hiroaki Tsujikami, de 38 anos, diretor das categorias de base do Vegalta Sendai.

 

Sawa ainda não decidiu o que vai fazer a partir de agora, mas já tem sido procurada para diferentes cargos. A imprensa a quer como comentarista, a JFA a quer como membro do comitê organizador da campanha para sediar o Mundial Feminino de 2023 e há até mesmo uma proposta do Partido Liberal Democrata para que ela entre no meio da política. “Depois da Copa da Imperatriz eu quero tirar um tempo de descanso. Gosto de trabalhar com crianças e quero ajudar o futebol feminino a crescer em todo o país. Durante minha carreira, nunca achei que trabalhar como técnica combinasse comigo, mas agora que me aposentei é algo que posso reconsiderar”, revelou.

 

sawa_jornal_1991
“Homare Sawa, a garota gênio” e “A nova super estrela do Yomiuri Beleza” foram as manchetes deste jornal de 1991, quando ela começava a carreira, com apenas 12 anos / Foto: Full Bloom Guidebook

 

sawa_nadeshiko_etcRepercussão. Muitas jogadoras mandaram mensagens de carinho a Sawa através do Twitter. Confira algumas:
Mana Iwabuchi (@buchi_mana): “A Sawa que eu adoro tanto, tanto, anunciou a aposentadoria. Ainda queria jogar muito mais junto com ela, mas foi uma felicidade e uma diversão muito grande jogar futebol com a Sawa que eu adoro tanto. Muito obrigada por tudo, Sawa! (>_<)”
Yuki Ogimi (@Yuki_Ogimi): “A Sawa se aposentou. Só tenho a agradecer a ela. Ela sempre esteve na linha de frente para enfrentar as dificuldades que superamos. Abriu caminho para o futebol feminino e entrou para a história. Falei pessoalmente tudo o que penso para ela. Foi uma felicidade imensa poder jogar futebol junto com a Sawa.”
Karina Maruyama (@marukarichan11): “A Sawa sempre se preocupava e me ajudava nos momentos de dificuldade, de sofrimento e de tristeza. Só ela é assim. Alguém que admiro e tenho como exemplo. Foi uma época muito preciosa para mim quando joguei junto com ela. Sawa, muito obrigada!”

 

sawa_inac_2015_perfilHomare Sawa (Tóquio, 06/09/1978)
Posição: meio-campo
Altura / Peso: 1,64 m / 58 kg
Clubes: Yomiuri/NTV Beleza (de 1991 a 1999, de 2004 a 2008, 2009 e 2010), Denver Diamonds-EUA (de 1999 a 2000), Atlanta Beat-EUA (de 2001 a 2003), Washington Freedom (2009 e 2010), INAC Kobe Leonessa (de 2011 a 2015)
Títulos: 11 Ligas Nacionais, 10 Copas da Imperatriz, 3 Copas da Liga, 2 Supercopas, 1 Copa do Mundo, 1 Copa da Ásia, 1 Jogos Asiáticos, 2 Copas do Leste Asiático
Na Nadeshiko League: 319 jogos, 150 gols
Na seleção japonesa: 205 jogos, 83 gols

Comente

comments