NWSL #5: CHICAGO É LÍDER, BOSTON AMARGA A LANTERNA

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Apesar dos bons jogos, semana foi marcada pela dispensa da brasileira Ketlen Wiggers do Boston Breakers

 

Ketlen durante a pré-temporada (Foto: Boston Breakers/Mike Gridley)
Ketlen durante a pré-temporada (Foto: Boston Breakers/Mike Gridley)

 

Por: Amanda Marinho

 

Alegando saudades da casa, o Boston Breakers dispensou a atacante brasileira Ketlen Wiggers, dizendo em seu comunicado que a decisão teria sido o melhor para a atleta. Em uma rede social, Ketlen alegou problemas pessoais, e não comentou mais sobre o assunto. A atleta chegou a ser titular no primeiro jogo da temporada do Breakers, mas depois não foi mais utilizada.

 

Já sem Ketlen, o Boston Breakers viajou até Chicago para enfrentar o Red Stars e acabou derrotado por 3 à 0. Nesse jogo, as novatas do Chicago Red Stars não se importaram com a falta das jogadoras da Seleção Americana e mostraram que também dão conta do recado. Vanessa DiBernardo conseguiu 2 assistências, Sofia Huerta anotou 2 gols e o outro foi marcado por Cara Walls.

 

O FC Kansas City também jogou fora de casa e ganhou. Apesar do WNY Flash ter registrado 19 chutes durante a partida, o FCKC saiu com a vitória por 1 à 0 depois de uma bola mal tirada da área. Liz Bogus recebeu pela esquerda e marcou. Apesar de não conseguir converter, a partida trouxe pontos positivos ao Flash, que mostrou que pode sim jogar bem contra os times mais fortes, o que falta é uma atacante que conclua as chances criadas principalmente por Sam Mewis.

 

A semana também ficou marcada por polêmicas de arbitragem. No jogo entre Sky Blue FC e Seattle Reign – o Reign vencia por 1 à 0, gol de Lauren Barnes –, o juiz marcou um pênalti e expulsou Jessica Fishlock. O pênalti foi marcado pelo bandeirinha, que viu Fishlock tirar a bola em cima da linha com a mão. Depois, também por reclamação, a meia foi expulsa e o Seattle jogou com 10 durante os acréscimos.

 

Outra polêmica aconteceu no jogo entre Portland Thorns e Washington Spirit. Depois de dois erros bizarros da defesa do Thorns, Crystal Dunn e Francisca Ordega colocaram o Spirit na frente. Ainda no primeiro Mana Shim diminuiu para o Thorns, também contou com ajuda da defesa adversária. Na metade do segundo tempo da partida, o juiz viu um toque de mão na área e acabou marcando um pênalti para o Seattle Reign. No replay, se vê que a mão da jogadora do Spirit estava colada ao corpo. Allie Long bateu mas Kelsey Wys, que substitui Ashlyn Harris no gol, acabou defendendo. De pouco adiantou, minutos mais tardes, depois de mais uma bobeira da defesa, a mesma Allie Long empatou a partida.

 

A classificação da NWSL ficou assim:

 

tabela

 

Confira os confrontos da próxima semana:

 

14/05

FC Kansas City vs WNY Flash (21h)

 

15/05

Houston Dash vs Chicago Red Stars (21h30)

 

16/05

Boston Breakers vs Portland Thorns (17h)

Washington Spirit vs Sky Blue FC (20h)

Comente

comments